01

O método DOLF também se pode aplicar a crianças com surdez? 

Sim. Este método pretende ser uma ferramenta auxiliar que apoia fala, leitura e escrita. Não tem a função de ser um meio aumentativo de comunicação que as crianças usam para comunicar.

02

Tem resultados em crianças com perturbações do neurodesenvolvimento como na perturbação do espectro do autismo ou perturbação do desenvolvimento intelectual?

Sim. Já foi aplicado nessas crianças apoiando a oralidade e melhorando também as competências de linguagem escrita.

03

Quem aplica?

Qualquer técnico que tenha formação na área da linguagem oral e escrita. Deverá também possuir conhecimentos ao nível do processamento fonológico (consciência fonológica).

 

04

Quais as crianças que demonstram mais resultados com este método?

As crianças com dificuldades articulatórias e com défices fonológicos com repercussões na aprendizagem da leitura e escrita. 

05

“Tenho um filho com quase 7 anos de idade que tem Down e fiz o curso do método dolf com vc em São Paulo, já estou aplicando com ele mas me veio uma dúvida : será que ele não vai ficar querendo falar só com os gestos que usamos no método dolf? Tenho um pouco de receio de que ele venha querer se comunicar só com gestos , já que ele está empolgado para aprender e já repete e copia alguns gestos... Dizem que a criança com SD copia muito será que corre este risco?”

O gesto será inicialmente uma estratégia que o ajudará a produzir melhor alguns sons e algumas crianças demoram mais tempo a largar o gesto. A ideia é que o gesto seja uma estratégia e não que permaneça sempre. Mas se para esta criança for importante usar o gesto e mantê-lo para o ajudar a exprimir-se melhor, assim será. Sabemos que as crianças com défices intelectuais podem ficar mais “agarradas” ao gesto, necessitando dele para melhor se exprimir e comunicar. Também o gesto promove mais a oralidade e a vontade em comunicar melhor e não o contrário. É um promotor, assim como por exemplo quando as crianças cantam e fazem os gestos. Tudo ajuda ao desenvolvimento da nossa linguagem oral.

 

© 2014 Método DOLF